Vine To Glass (VTG) é o novo projecto da Quinta de La Rosa, com longa história na região do Douro, mas em constante inovação.

Há uns anos, era Vasco Santana que fazia furos na parede de um bairro de Lisboa, de onde saía vinho. Na Quinta de La Rosa, pode fazer algo semelhante, mas com torneiras identificadas, de onde saem vinhos de grande qualidade.

As torneiras de vinho foram instaladas no restaurante da quinta, Cozinha da Clara. A ideia surgiu de forma a poder dar a provar vinhos de pequenos lotes – usando maioritariamente barris reutilizáveis – vinhos únicos e alguns exclusivos.


O enólogo Jorge Moreira, que celebra 20 anos de La Rosa, está muito empolgado com o projeto: “Permite-me mostrar os vinhos de uma maneira diferente, como se fossem servidos diretamente do barril ou do lagar, com menos intervenção, menos filtragem e menores níveis de sulfitos do que quando são engarrafados.”


Já Sophia Bergqvist, proprietária da Quinta de La Rosa, foca-se no impacto ambiental do Vine To Glass: “Usamos tantas garrafas diariamente no serviço do restaurante, que os barris reutilizáveis nos dão a hipótese de sermos mais amigos do ambiente.”


Os vinhos disponíveis em barris irão variar, dependendo das quantidades produzidas. Neste momento, directamente da torneira, pode provar:

 
– La Rosa Branco 2021 (também disponível em garrafa)
– Vinha Cerejinha Branco 2021
– Passagem Branco 2021 (também disponível em garrafa)
– Rosé frisante 
– La Rosa Tinto 2019 (também disponível em garrafa)
– Tinto Cão 2020

A Quinta de La Rosa tem as portas abertas ao enoturismo desde início dos anos 90. Hoje em dia dispõem de 25 quartos apoiados pelo restaurante “Cozinha da Clara” com uma privilegiada vista sobre o rio Douro.

A próxima geração da família, nomeadamente Kit Weaver, começa também a ter intervenções relevantes através do lançamento das primeiras cervejas produzidas no Douro sob o nome La Rosa.